Quais as perspetivas da sua empresa a nível interno e sobre o setor para 2019

2018-11-11


As perspetivas da Moneris para 2019 são de um ano de consolidação da evolução muito positiva que temos observado nos últimos três anos. O nosso crescimento tem tido como sustentação a amplificação e desenvolvimento de serviços e soluções que hoje posicionam a Moneris como uma empresa de contabilidade e consultoria de largo espectro. Desde a Contabilidade,FiscalidadeRecursos Humanos, até às temáticas de Corporate Finance(com apoios e incentivos ou fusões e aquisições) ou de Risco e Compliance(com temas como, por exemplo, o RGPD), temos vindo a assumir um espaço importante no apoio aos clientes em várias dimensões e desafios da gestão.

No ano de 2019 antecipamos continuar a crescer na quantidade e qualidade de clientes que servimos, transformando a experiência de cada cliente no seu relacionamento com a Moneris numa parceria que traga valor adicional nas vertentes tradicionais contabilística e fiscal, onde contamos com um grupo de profissionais de consolidada experiência e conhecimento, e nas vertentes de apoio à gestão, acompanhando o seu desenvolvimento empresarial.

A Moneris é hoje líder na prestação de serviços a um segmento alargado de clientes, de norte a sul do país, com uma proposição de valor que acompanha empresas nas diferentes fases do seu ciclo de vida, desde startupsa multinacionais. O nosso ADN, de empresa global com uma abordagem local, permite-nos olhar para o mercado com olhos atentos e preparados para crescer com sustentabilidade e podermos responder às oportunidades e desafios que se colocam ao tecido empresarial português.

Ao nível do setor da contabilidade, centraria os principais desafios para 2019, e próximos anos, em dois temas fundamentais: a escassez de recursos qualificados e a emergência da tecnologia na profissão. 

Hoje, um dos maiores desafios do setor consiste na capacidade de atração e retenção de recursos qualificados na profissão. A Contabilidade é uma atividade vista como pouco atrativa, desgastante e rotineira. Mudar esta imagem da não é fácil. Há que credibilizar a profissão, apostar na inovação, trazer novos desafios aos profissionais e focá-los naquilo em que verdadeiramente podem gerar valor: as tarefas de análise e aconselhamento aos clientes. 

 

Como tal, e justamente para retirar a carga rotineira e menos cerebral da atividade quotidiana, a robótica, o machine learninge a inteligência artificial terão um papel fundamental na construção da nova profissão do contabilista. Assim, justamente devido aos avanços tecnológicos que se têm observado e que continuarão a marcar a agenda empresarial, muita da relevância e da competitividade de muitas sociedades de contabilidade será determinada pela sua capacidade atrair e reter talento, sendo este um desafio maior.

 

Leia aqui o artigo