Notícias | Destaques


Custas processuais, multas e outras penalidades

2012-05-02

Alteração da Portaria nº 419-A/2009, de 17 de abril, que regula o modo de elaboração, contabilização, liquidação, pagamento, processamento e destino das custas processuais, multas e outras penalidades.

Portaria nº 82/2012, de 29 de março



Regime de avaliação geral de prédios urbanos para efeitos fiscais

2012-05-02

Alteração do nº 6 da Circular nº 25/2011, de 15 de dezembro, com efeitos retroativos desde essa data, tendo em consideração o elevado número de prédios urbanos a avaliar e o hiato temporal definido para a concretização deste processo avaliativo. Na anterior redação estipulava-se que os peritos de avaliação geral ainda não nomeados, o seriam de entre técnicos, pertencentes a ordens profissionais e a associações profissionais com atribuições nas áreas técnicas adequadas, nomeadamente os indicados pela Ordem dos Engenheiros e pela Ordem dos Arquitetos. A nova redação determina que os mesmos serão nomeados nos termos previstos no artigo 15º-I do Decreto-lei nº 287/2003, de 12/11, aditado pela Lei nº 60-A/2011, e do artigo 63º do CIMI.

Circular nº 5/2012, de 1 de março



CPPT ? Plano de pagamento em prestações

2012-05-02

Transmite-se instruções, com vista a uniformizar os procedimentos dos Serviços da AT relativamente às alterações introduzidas nos artigos 196º e 198º do CPPT, pela Lei nº 64-B/2011, de 30 de Dezembro (OE para 2012). Importa, desde logo, destacar a faculdade de o executado solicitar um plano de pagamento da dívida em prestações, sem a necessidade de constituição de garantia idónea ou de verificação dos pressupostos de dispensa de garantia, o facto de o pagamento em prestações da dívida, sem a constituição de garantia, não permitir a suspensão dos processos de execução fiscal. A constituição de penhoras poderá consubstanciar uma garantia, e o pagamento em prestações sem a constituição de garantia (ou isenção da mesma), não permite ao contribuinte ter a sua situação tributária regularizada, nos termos do nº 3 do artigo 198º do CPPT.

Ofício Circulado nº 60087, de 6 de março de 2012



LGT e CPPT ? Caixa Postal Eletrónica: Prazos para cumprimento da obrigação de comunicação à AT

2012-05-02

O OE para 2012 (Lei nº 64-B/2011, de 30 de dezembro) alterou os artigos 19º da LGT e 39º do CPPT, decorrendo assim a possibilidade de a Administração Tributária efetuar notificações por transmissão eletrónica de dados para a Caixa Postal Eletrónica.

Foi estabelecida também a obrigação de os sujeitos passivos criarem a caixa postal eletrónica e comunicarem à AT, por meio de transmissão eletrónica de dados, nos seguintes prazos:

 

a) Sujeitos passivos de IRC e sujeitos passivos de IRS enquadrados no regime normal mensal do IVA que tenham, ou devam ter, contabilidade organizada, até 30 de março de 2012;

b) Sujeitos passivos de IRS enquadrados no regime normal do IVA, não abrangidos pela alínea anterior, até 30 de abril de 2012.



Alterações ao Código do IVA e ao Código dos Impostos Especiais de Consumo

2012-05-02

Aprovação das alterações ao Código do IVA (Altera as taxas reduzida, intermédia e normal de IVA em vigor na Região Autónoma da Madeira, a partir de 1 de abril de 2012, para 5 %, 12 % e 22 %), ao Código dos Impostos Especiais de Consumo (aumenta o imposto sobre o álcool e as bebidas alcoólicas, aplicável a determinados produtos declarados para consumo na Região Autónoma da Madeira, o imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos, e o imposto sobre o tabaco) e procede à décima alteração ao Decreto--Lei n.º 347/85, de 23 de agosto, no âmbito do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro da Região Autónoma da Madeira.

Lei nº 14-A/2012, de 30 de março



Crime de enriquecimento ilícito

2012-05-02

O Tribunal Constitucional pronuncia-se pela inconstitucionalidade das normas constantes do artigo 1º, números 1 e 2, e do artigo 2º do Decreto nº 37/XII, da Assembleia da República (crime de enriquecimento ilícito).

Acórdão do Tribunal Constitucional nº 179/2012



Programa Estímulo 2012 e a formação

2012-04-23

A componente formativa volta a estar numa das prioridades traçadas na legislação, obrigando a entidade empregadora que beneficie deste incentivo a proporcionar formação profissional em contexto de trabalho ou através de entidade formadora certificada.



CALENDÁRIO FISCAL MONERIS

2012-04-15

Sabendo que o sucesso empresarial depende muitas vezes de uma boa gestão e planeamento fiscais, o grupo Moneris desenvolveu o CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS PARA 2012, reunindo num único documento, de fácil consulta, as principais obrigações fiscais e tributárias ao nível do IRC, IRS, IVA, IMI, IUC, Segurança Social, entre outras.

 



Declaração do Valor da Atividade para os trabalhadores independentes

2012-02-14

Até dia 15 de fevereiro, é obrigatória a entrega, na Segurança Social Direta, da Declaração do Valor da Atividade para os trabalhadores independentes, dado que o Código dos Regimes Contributivos (CRC) estabelece a figura de "entidade contratante", a qual abrange as pessoas coletivas e as pessoas singulares com atividade empresarial que, no mesmo ano civil, beneficiem de pelo menos 80% do valor total da atividade de trabalhador independente.


Assim, para apuramento das entidades empregadoras que devem ser consideradas como entidades contratantes, o Código dos Regimes Contributivos (CRC) estabelece a obrigação dos trabalhadores independentes, que não sejam exclusivamente produtores ou comerciantes, apresentarem a declaração anual do valor total da atividade, relativa ao ano civil anterior.


Como preencher?



Subsídio de desemprego para trabalhadores independentes

2012-02-14

O Conselho de Ministros aprovou um diploma que alarga a atribuição de subsídio de desemprego aos trabalhadores independentes, desde que obtenham 80% ou mais do valor total da sua atividade de uma entidade, através da prestação regular de serviços.

 Foi aprovado também, um regime transitório e excecional de apoio aos desempregados com filhos, procedendo à alteração do regime jurídico de proteção no desemprego dos trabalhadores por conta de outrem, beneficiários do regime geral de segurança social, de modo a adequá-lo à realidade económica e financeira do país, sem esquecer a realidade social subjacente a esta eventualidade.


Comunicado do Conselho de Ministros, de 19 de janeiro de 2012 (pontos nº 1 e 2)